Domingo, 22 de Janeiro de 2006

Tangente irónica

Cavaco Silva foi eleito Presidente à tangente, com uma percentagem de votos inferior à que tinha conseguido anteriormente para as legislativas.

Se então ganhou contra tudo e contra todos, agora precisou do apoio decisivo do CDS para se conseguir eleger.

Não deixa de ser irónico: Cavaco Silva, que nunca foi um entusiasta da coligação PSD-CDS (e para o fim da qual contribuiu), beneficiou do último esforço de entendimento resultante desta coligação já enterrada.

Cavaco estará feliz por ter ganho, mas ficou com um ligeiro amargo de boca. É que, a partir de hoje, o CDS está em condições de lhe dizer: "Lembra-te de quem te fez presidente".

publicado por Carlos Carvalho às 21:52
link | comentar | favorito

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds