Quinta-feira, 10 de Maio de 2007

Sem ilusões

Assisti apenas uma vez a uma sessão da Assembleia Municipal de Lisboa, ainda no tempo de Santana Lopes. Fiquei esclarecido.

 

A sessão começou com o período de intervenções do público, ideia interessante mas desvirtuada pelos intervenientes, que (suspeito) pouco tinham que ver com o público e que se limitaram a lamber as botas ao presidente da câmara.

 

Passou-se de seguida à discussão das propostas agendadas. O descalabro foi total. Gritaria. Apupos. Insultos. Cortes da palavra. Falta de educação. De pouco serviram os apelos do presidente da Assembleia à calma. De nada serviram as suas ameaças de suspender a sessão ou de mandar evacuar a sala.

 

Já não me lembro do que estava em discussão nesse dia. Lembro-me apenas do ar envergonhado do polícia que vigiava a assistência, ar de quem pedia desculpa pelo triste espectáculo a que todos estávamos a assistir. “Isto é sempre assim”, “Às vezes é bem pior”, exclamava baixinho o dito polícia, como se fosse ele o culpado pelo nível inacreditavelmente baixo do debate.

 

A cereja foi colocada em cima do bolo aquando da votação. Todas as propostas – todas! – foram aprovadas com os votos favoráveis do PSD e com a abstenção de toda a oposição. Tanta algazarra e nem sequer um único voto contra! E se estivessem em discussão temas realmente importantes e fracturantes? Comiam-se vivos?

 

Tão cedo não volto a pôr os pés numa destas sessões. Há coisas que só voltamos a fazer se formos obrigados. Uma vez bastou-me para poder avaliar o tipo de gente que governa esta cidade, e o tipo de tácticas a que estão dispostos a recorrer.

 

Fala-se agora em eleições intercalares. Fala-se na necessidade de renovar os responsáveis autárquicos. De devolver dignidade ao governo da cidade. Fala-se. Por mim, confesso não ter grandes ilusões.

tags:
publicado por Carlos Carvalho às 23:02
link | comentar | favorito
1 comentário:
De Transbordices a 10 de Maio de 2007
Passei os olhos por quatro dos seus posts e congratulo-o(a) pela qualidade tanto da escrita como do nível de raciocínio com que brinda os seus leitores. Por mim vou continuar a dar uma vista de olhos nas suas confidências, agora com uma maior regularidade se entretanto não surgir qualquer tipo de contratempo - cumprimentos

Comentar post

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds