Sexta-feira, 9 de Fevereiro de 2007

O elogio da Madeira

Está prestes a começar o período de reflexão que a Lei prevê antes de cada acto eleitoral. Concordo com a existência deste período, pelo que me absterei de comentar aqui este tema até ao encerramento das urnas. É certo que, para ser absolutamente coerente, deveria apagar tudo o que aqui escrevi sobre o assunto – coisa que não irei fazer.

 

Não estou sozinho nesta incoerência. O dia de reflexão nunca foi completamente respeitado no Continente. Param as actividades de campanha, cessa a propaganda nas rádios e nas televisões, mas cartazes e outdoors continuam nas ruas, não só durante o dia de reflexão mas, frequentemente, meses após o acto eleitoral. Propaganda transformada em poluição. Promessas deslavadas pela passagem do tempo.

 

A única excepção que conheço vem da Madeira, onde se começa a retirar toda a propaganda eleitoral aos primeiros minutos do período de reflexão. Pela manhã, já nada nas ruas indicia que no dia seguinte vai decorrer uma votação. Nada que extraordinário para quem conheça a região: a Madeira há muito que bate o Continente por K.O. no tocante à limpeza das ruas e demais espaços públicos.

 

A Madeira, neste aspecto, dá ao resto do país uma lição de civismo e de democracia. Lição que só posso elogiar.

 

tags:
publicado por Carlos Carvalho às 23:47
link | comentar | favorito

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds