Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007

O abafador

Manuel Pinho, ministro da Economia, fez umas declarações infelizes na China. Criticado, reincidiu no erro, ampliando uma polémica que lhe interessaria abafar. Não abafando a polémica, acabou por abafar a visita. Eis como uma atitude imprudente leva o acessório a eclipsar o essencial.

 

Bem pode o primeiro-ministro correr como um louco pelas ruas geladas de Pequim. Bem pode distribuir camisolas autografadas de Cristiano Ronaldo a todos que se cruzem com ele. Bem pode tentar vender um jogo para telemóvel a milhões de chineses. Tudo isto passará despercebido, por o espaço mediático estar já ocupado por Manuel Pinho e pelas suas infelizes declarações.

 

José Sócrates foi à China exibir o seu saco de berlindes. Infelizmente, esqueceu-se de dizer a Manuel Pinho que não usasse o seu abafador…

 

publicado por Carlos Carvalho às 03:28
link | comentar | favorito

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds