Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007

O Parque e o Casino

No fim-de-semana passado fui ao Casino de Lisboa. Casa cheia. Gente jovem. Ambiente simpático. Excelente aproveitamento de um edifício abandonado desde a EXPO’98. Em suma: um sucesso.

 

Olha-se para o Parque Mayer e o contraste não pode ser maior. Vai caindo aos bocados de tanto o quererem salvar. O casino foi inicialmente pensado para aqui, mas teve de mudar de lugar por causa da pressão de muita gente bem pensante. Gente sempre disposta a prestar vassalagem ao politicamente correcto. Viu-se com que resultados.

 

Penso que é tempo de confrontar esta boa gente com o que então defendeu, e perguntar: Exactamente porquê que o casino não podia ficar no Parque Mayer? Exactamente que benefícios trouxe ao Parque Mayer a instalação do casino noutro lugar?

 

O Parque Mayer morreu há muito. Compreende-se que muitos tenham gostado dele em vida. O que não se compreende é que, por causa dessa afeição, tentem a todo o custo impedir que se enterre o cadáver.

 

tags:
publicado por Carlos Carvalho às 01:24
link | comentar | favorito
1 comentário:
De http://velhoparkmayer.blogspot.com a 6 de Fevereiro de 2008
meu caro amigo, gostei muito da idealizaçao do seu blog, mas nao concordo com a parte final do seu comentario. o parque mayer nao morreu apesar de muito boa gente o tenatr assassinar á muito tempo. mas enquanto haver lisboetas o parque mayer nao morre. abraços grandes.

comente em http://velhoparkmayer.blogspot.com

Comentar post

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds