Quinta-feira, 26 de Maio de 2011

Turbantes

Os turbantes, convenhamos, não passam despercebidos. De tal modo que pensei tratar-se de uma estratégia nova do PS nesta campanha: apelar ao voto junto das comunidades de imigrantes, habitualmente mais propensas à abstenção. A vida está difícil, e todos os votos são bem-vindos.

 

Piedosas intenções. Infelizmente, não confirmadas. Tudo não passou afinal de uma encenação. Sócrates pôs figurantes a fazer de alunos quando visitou escolas. Alguém se espanta que ponha agora figurantes a fazer de apoiantes quando visita o país?

 

O problema terá sido arranjar figurantes. Parece que não havia gente suficiente para fazer de apoiante de Sócrates. Pelo que, sem alternativas, o PS terá recorrido à solução do costume: entregar a imigrantes aquelas tarefas que os portugueses rejeitam.

publicado por Carlos Carvalho às 03:16
link do post | comentar | favorito
|

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds