Sexta-feira, 13 de Outubro de 2006

Má estrela

Como se depreende da imagem (retirada do Google Earth), o estádio do Estrela da Amadora está implantado numa zona residencial. Como é mais ou menos sabido, o estádio está a sofrer obras de remodelação. O que é menos conhecido é que quem sofre com essas obras são os milhares de residentes nas suas imediações.

 

Isto porque, à portuguesa, as obras estão atrasadas. Isto porque, à portuguesa, os trabalhos estão agora a ser feitos à pressa (urge utilizar o campo). Isto porque, à portuguesa, estes trabalhos estão a ser feitos de noite e de madrugada.

 

Bem podem queixar-se os residentes à polícia. Tudo o que esta faz é dar respostas mal encaradas (do tipo “não me chateies”) e desligar o telefone na cara dos queixosos. Bem podem queixar-se à Câmara, que por acaso até licenciou a obra e é mais do que conivente com esta clara violação da lei do ruído. Bem podem queixar-se os residentes de que têm passado noites consecutivas sem dormir, embora saibam de antemão que as suas queixas serão ignoradas.

 

Quem é o (ir)responsável da Câmara da Amadora que autoriza uma coisa destas? Estarão os interesses de um clube de futebol acima dos interesses, do bem-estar e da saúde de milhares de cidadãos?

 

Quem é o (ir)responsável que, na polícia, manda virar a cara para o outro lado? Estará um clube de futebol acima das Leis da República?

 

O Estrela da Amadora teve meses para concluir tranquilamente as obras. Não o fez. Agora que os prazos apertam, decide fazê-las noite dentro, violando a lei. As autoridades aprovam a violação da lei ou então assobiam para o lado. E os milhares de pessoas que há vários dias não conseguem dormir que se aguentem, pois ninguém quer saber das suas queixas.

 

Um espectáculo que se repete um pouco por todo o país. Brevemente perto de si.

 

tags:
publicado por Carlos Carvalho às 02:42
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De José a 30 de Agosto de 2009 às 20:36
Pode sempre fazer queixa ao Provedor da Justiça (http://www.provedor-jus.pt/queixa.htm) queixando-se da Câmara.
Pode utilizar o livro amarelo da Polícia e queixar-se da mesma.
Pode ainda queixar-se da Polícia ao Provedor da Justiça.
Pode ainda queixar-se à inspecção do Ambiente.
Enfim não desista. Queixe-se.
Tenho o mesmo problema com ruído dos aotofalantes de Semelhe Braga, e ainda não desisti.
A ultima, queixei-me ao Ministèrio Público.
Boa sorte

Comentar post

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds