Sexta-feira, 19 de Maio de 2006

Pacheco e as viagens

“Já sabemos que a indústria das férias tropicais está de vento em popa, como uma breve visita ao aeroporto de Lisboa revela, com as pequenas multidões que partem pálidas e regressam coloridas e com chapéus, sandálias e modismos brasileiros, mexicanos, dominicanos e cubanos.”
 
Com esta frase, retirada do Abrupto, Pacheco Pereira (JPP) parece desdenhar do comum português de classe média que se atreve a passar uns dias de férias nos trópicos. Diz mesmo que este é um sintoma de que “o mundo que o criou [Santana Lopes] está bem mais ‘por aqui’ do que muitos querem ver.”
 
Curiosamente, JPP não hesita em publicitar no seu blogue as inúmeras viagens que realiza, nem em aí publicar abundantes artigos sobre as mesmas.
 
Caro JPP: Será que o que é bom para si é mau para os outros?
 
Gosto de muito do que escreve, e tenho-o em elevada conta. Mas não posso concordar com o tom de superioridade com que por vezes se refere a “essa gente” que se atreve a viajar sem o seu beneplácito.
 
publicado por Carlos Carvalho às 03:13
link do post | comentar | favorito
|

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds