Sexta-feira, 19 de Maio de 2006

Anorexia Dei

Por muito respeitável que seja, há algo no Opus Dei que me causa espécie. Sempre que ouço falar das suas práticas e do que recomenda (impõe?) aos seus seguidores, lembro-me da anorexia nervosa.
 
É frequente encontrar entre os anoréxicos um sentimento de superioridade em relação às regras da natureza, um orgulho em conseguir dominar os apetites corporais, um desejo de aos poucos ir privando cada vez mais o corpo daquilo que este reclama para sobreviver. Estes doentes adaptam amiúde um conjunto de valores enviesados, em que o sacrifício é um bem em si mesmo e a crescente privação o objectivo a atingir. Os anoréxicos tendem a isolar-se dos demais, e a só considerarem seus iguais aqueles que partilham da sua doença.
 
A atitude do Opus Dei é frequentemente similar. Os seus seguidores são inicialmente aconselhados a fazerem pequenos sacrifícios diários, sendo com o tempo encorajados a aumentar estes sacrifícios em número e em intensidade. O seu círculo de amigos começa a ser posto de lado quando começam as críticas a tamanhos exageros, pelo que os membros do Opus Dei acabam muitas vezes por conviver exclusivamente entre si. A sua capacidade de auto-sacrifício torna-se no centro da sua vida, sendo ao mesmo tempo motivo de orgulho, de competição e de peer pressure para com os outros membros da Obra. São-lhes igualmente incutidos valores sui generis, como por exemplo o desaconselhar de escolas mistas o desincentivar de casamentos inter-raciais ou interclassistas.
 
Tal como os anoréxicos, os membros do Opus Dei fazem do sacrifício progressivo o objectivo das suas vidas. Tal como os anoréxicos, os membros do Opus Dei orgulham-se do seu desprezo pelas tentações do corpo e do mundo. Tal como os anoréxicos, os membros do Opus Dei afastam-se daqueles que não compartilham o seu peculiar conjunto de valores.
 
O Opus Dei está para a vida como a anorexia nervosa está para o jantar.
 
tags:
publicado por Carlos Carvalho às 00:22
link do post | comentar | favorito
|

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds