Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2005

Boatos e mentideros

Assistimos nos últimos dias ao repúdio pelos jornalistas do recurso ao boato como arma eleitoral. Posição sensata a que não tenho nada a apontar.

É pena é que estes mesmos jornalistas, que procuraram demonstrar a superioridade moral da sua posição, não apliquem os mesmos padrões elevados de comportamento à sua actividade profissional.

Como escreveu Choderlos de Laclos, "É tão cómodo ser-se rigorista nas palavras! Só pode ser prejudicial aos outros, e não nos estorva de forma alguma ...".

Com efeito, grande parte das "notícias" que lemos hoje em dia na maioria dos jornais não passam de boatos, meias-verdades, fretes ou insinuações, muitas vezes desmentidas ou corrigidas nas edições seguintes.

Fica bem pregar a virtude aos outros. O problema é que estes pregadores não se importam de ver os seus jornais transformados em autênticos mentideros.

tags:
publicado por Carlos Carvalho às 00:38
link do post | comentar | favorito
|

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds