Terça-feira, 7 de Junho de 2005

Princípios e meios

Ser político é sobretudo uma questão de princípios. Ser governante é sobretudo uma questão de meios. As ideologias são o entretenimento das oposições.

Por isso, sempre que um governante apresenta uma proposta, ainda que esta corresponda a uma questão de princípio, terá sempre de responder a duas questões: quanto custa e quem paga. Tudo o mais é uma irresponsabilidade, tolerável na oposição mas inaceitável no governo.

Independentemente dos princípios de cada um, é inaceitável, por exemplo, que se proponha a realização de abortos pagos pelos estado sem que se apresente um estudo sobre o seu impacto no sistema nacional de saúde. É inaceitável que se apresentem medidas populistas para controlar o défice sem que se quantifique o impacto expectável das mesmas. É inaceitável que se prometam auto-estradas gratuitas sem que se diga quanto mais terão de subir os impostos para as pagar.

Os meios são o que separa as ideologias da realidade.

publicado por Carlos Carvalho às 22:59
link do post | comentar | favorito
|

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds