Segunda-feira, 10 de Outubro de 2005

Soares "Uber Alles"

Pela segunda vez consecutiva, Mário Soares violou a lei eleitoral portuguesa. Deu-se ao luxo de citar sondagens e de apelar ao voto num candidato à saída de um local de votação.

A reincidência no acto e o peso político de Mário Soares não lhe permitem alegar como atenuante o desconhecimento da lei. Também não me parece que se trate de um sintoma de senilidade. A sua atitude foi mais a de quem, conhecendo a lei, se está a borrifar para ela. Parece presumir que está acima de qualquer punição séria.

Percebe-se agora melhor a afirmação de Manuel Alegre, que disse apresentar-se como candidato presidencial por ser republicano. Um dos princípios básicos da ética republicana é o de que ninguém está acima da lei, independentemente do seu estatuto, origem, classe ou condição.

Mário Soares afirma-se republicano. Com atitudes destas, percebe-se que fala da boca para fora.

Pode alguém que presume estar acima da lei ser Presidente da República?

publicado por Carlos Carvalho às 01:49
link do post | comentar | favorito
|

.autor

. Carlos Carvalho

. cesaredama@sapo.pt

.pesquisar

.artigos recentes

. Elites à rasca?

. Versões de Portas

. A maior de sempre?

. Fama

. Passos

. Escalões

. Obrigadinho

. Não entendo

. Coincidências

. O aleijadinho de Alijó

. Humor negro

. Calendário

. Manuais escolares em .pdf

. Guerra ao imposto

. Cuidado com os ciclistas ...

.arquivo

.sugestões

blogs SAPO

.subscrever feeds